segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

BRASIL: RJ: SÃO JOÃO DE MERITI:  
Igreja da Matriz de São João Batista de Meriti -  
 Church of Saint John the Baptist of Meriti

1 – Localização: 
        Município de São João de Meriti, Centro, Praça Getúlio Vargas s/n (-22°48'7.13", -43°22'15.32")
2 – História: 
           A igreja de São João Batista de Meriti começou a ser construída como capela em 1875. No ano de 1886 aproximadamente, estando a igreja ainda no alicerce, José do Patrocínio doou 30 contos de réis para a igreja e por intercessão sua, a Princesa Isabel ofertou além de diversos castiçais, a pia batismal, que tudo leva a crer não seja mais a que está na igreja. A capela era subordinada à freguesia de São João Batista de Meriti, dependente da Vila de Iguaçu (Nova Iguaçu). O Decreto Estadual n.º 204, de 01-05-1891, transferiu a sede do município da Vila de Iguaçu para a Maxambomba (atual sede de Nova Iguaçu), que foi elevada a município pelo Decreto Estadual n.º 263, de 19-06-1891. Pelos Decretos Estaduais n.ºs 01 de 08-05-1892 e 01-A, de 03-06-1892, é criado o distrito de São João de Meriti dependente da vila de Maxambomba. Em 1932, com a chegada dos padres franciscanos à região, a capela virou sede da freguesia e se reformulou sua construção, dando-se-lhe características de Igreja Matriz. A igreja foi inaugurada em 24 de junho de 1938, com a presença do então interventor no Estado do Rio de Janeiro, o Sr. Amaral Peixoto. Pelo Decreto-lei Estadual n.º 1.055, de 31 de dezembro de 1943, é criado o município de Duque de Caxias, desmembrado do município de Nova Iguaçu, e dele fazendo parte o distrito de São João de Meriti (2º. Distrito de Duque de Caxias). Em 1947, é criado o município de São João de Meriti. A Igreja Matriz que conhecemos hoje, nada tem a ver com sua construção original. Nas décadas de 1950 e 1960 houve a ampliação da igreja e a construção da Torre do relógio, desfigurando a forma original da igreja que perdeu todas as linhas arquitetônicas coloniais. Atrás da igreja matriz, onde posteriormente funcionou o Educandário Don Pedro de Alcântara e depois o Colégio Fluminense, ficava o antigo Cemitério da Irmandade do Sagrado Coração, fundada em 1919 e depois transferido para a Vila Rosali. A imagem de São João Batista, que pertencia à Irmandade de São João de Trairaponga, tinha como mentores as famílias Teles Bittencourt e Teles de Menezes. Devido à rivalidade estabelecida entre as duas famílias, os Teles de Menezes levaram para suas propriedades em Quibandê (São João de Meriti) a imagem de sua devoção, na calada da noite, com a ajuda de seus empregados. Com isto não se conformaram os Teles Bittencourt que apanharam também durante a noite a imagem e a levaram de volta para a igreja de São João Batista de Trairaponga. Os Teles de Menezes, então, voltaram a armar nova expedição, que foi tocaiada nas imediações do Porto do Pico pelos homens dos Teles Bittencourt. Os Teles de Menezes, apesar de tudo, foram vitoriosos e levaram definitivamente o Santo para São João de Meriti. No entanto, o carro de boi que transportava a imagem, foi atingido na luta e a imagem perdeu um braço. Em 11 de outubro de 1980 foi criada a Diocese de Duque de Caxias, a partir da junção de desmembramentos das Dioceses de Nova Iguaçu e Petrópolis, e foi fundada em 12 de julho de 1981, ficando a Igreja de São João Batista de Meriti a ela subordinada.
A praça Getúlio Vargas, mais conhecida como praça da Matriz, foi inaugurada em 10 de março de 1891, e era mais extensa antigamente pois ia da atual Av. Dr. Arruda Negreiros até o antigo cemitério que ficava atrás da Igreja Matriz. Esta área foi doada pela família Tavares Guerra, proprietária então da fazenda do Carrapato que cortava o centro da cidade. Na década de 1910, recebeu um coreto em forma de quiosque, demolido por volta de 1953, quando o local sofreu uma de suas primeiras reformas, recebendo bancos, uma panóplia para solenidades cívicas e outras. O Prefeito Celestino Cabral reformou-a em 1982. O Prefeito Antônio Pereira Alves de Carvalho realizou outra grande reforma, voltando ao seu estilo da década de 50, porém com características de linhas mais suaves. 
3 – Descrição: 
            A igreja situa-se de frente para a praça Getúlio Vargas. Ela tem uma orientação geral NNW-WSE, com frente virada para a praça em WSE e maior eixo ântero-posterior. Seu estilo arquitetônico é variado, com uma profusão de traços que lembram o gótico nos arcos frontais do interior e exterior e nos vitrais, prevalecendo o estilo maneirista. A fachada anterior (WSE) apresenta na sua parte central uma torre que se projeta para frente da fachada, dividida em três níveis: a parte inferior apresenta um arco na frente e nos lados, dando passagem para a porta de entrada da igreja (a porta fica na fachada anterior da nave propriamente dita); a parte do meio apresenta uma janela em cada lado; a parte superior apresenta uma grande cruz na fachada e por cima um relógio; no alto há uma balaustrada de alvenaria com um pináculo em cada canto e o terminal do campanário. Também na parede anterior, a cada lado da torre, ainda correspondendo à nave interior, fica uma grande janela ogival em vitral; mais lateralmente, em ambos os lados, há uma projeção da fachada com três janelas. As paredes lateral direita e posterior são encobertas por outras edificações. No entanto, atrás da secretaria, há um pátio com a porta para o lado direito da nave. A parede lateral esquerda inicia-se com a projeção da fachada, que possui uma janela grande e três mais estreitas de vitrais; depois quatro janelas grandes e altas de vitrais, com uma pequena porta no meio da nave em baixo da segunda janela; depois uma nova projeção com uma porta para o final da nave; depois uma pequena janela em vitral em baixo e outra em cima. Imagens diversas compõem os vitrais. 
            No interior há um vestíbulo seguido de uma nave única e terminando na capela-mor; sobre o vestíbulo fica o coro. De cada lado do vestíbulo fica uma capela: do lado direito fica o Jesus morto, Nossa Senhora das Dores e o Cristo carregando a cruz; do lado esquerdo fica São Jorge, Nossa senhora e Santo Antônio. A capela-mor possui um grande crucifixo central, tendo à direita deste São João Batista e à esquerda São Francisco; em cada um dos lados da capela-mor há uma porta, e acima há uma janela em vitral, ambos em arcos ogivais. De cada lado da capela-mor há uma capela lateral: à esquerda fica uma imagem, à direita fica um belo móvel e, próximo dele, de cada lado, a imagem de um anjo, portando um castiçal. Na nave, na altura do arco cruzeiro, há um altar com uma imagem de cada lado: à direita Nossa Senhora da Conceição; à esquerda o Sagrado Coração de Jesus. Nas paredes laterais direita e esquerda da nave há quatro janelas grandes e altas em arco ogival de vitrais, com uma pequena porta em baixo da segunda janela e duas imagens na parede; no lado direito são Santa Tereza e santa Clara; no lado esquerdo são Santo Antônio e São Sebastião. Há, também, de cada lado da nave, quadros em alto-relevo nas paredes representam a via crucis. Os vitrais representam quadros da vida de Cristo. Na parede anterior da nave há uma imagem de cada lado: São Cristóvão à direita; São José a esquerda. Sobre a porta, correspondendo ao segundo andar, fica o coro. A capela batismal com a pia batismal de pedra fica à esquerda da nave, pouco antes do arco cruzeiro. Nas paredes há meias-colunas decoradas. Teto e pilastras são decorados. O telhado é de telhas em duas águas. Nos fundos, sobre o telhado, há uma pequena torre encimada por uma cruz.
4 – Visitação: 
            A igreja abre todos os dias das 6:00h às 20:00h. Tel. 2756-0804
5 - Bibliografia:
Veja neste blog a postagem da Igreja de Santa Terezinha do menino Jesus (São João Batista de Trairaponga) 
Revista Pilares da História, III, 4, 2004, pg 51 e 52
http://www.meritionline.com.br/Mem%F3ria%20Hist%F3rica%20de%20S%E3o%20Jo%E3o%20de%20Meriti.html
http://www.turisrio.com.br/jmj2013/pt/sao-joao-de-meriti
http://www.franciscanos.org.br/?p=1567
http://baixadafluminense.wordpress.com/2008/01/24/igreja-da-matriz/
http://www.achetudoeregiao.com.br/rj/sao_joao_do_miriti/historia.html
http://www.brasilchannel.com.br/municipios/mostrar_municipio.asp?nome=S%E3o%20Jo%E3o%20de%20Meriti&uf=RJ&tipo=turismo
http://www.citybrazil.com.br/rj/sjoaodemeriti/atracoes-turisticas/atrativos-diversos
http://blogdopimentarj.blogspot.com.br/2012/08/erguida-em-1875-igreja-matriz-de-sao.html
http://grupo-joao.blogspot.com.br/p/igreja-matriz-de-sao-joao-batista-praca.html

Church of Saint John the Baptist of Meriti: Brazil, State of Rio de Janeiro, City of São João de Meriti
     It is a nineteenth century church in the municipality of São João Batista de Meriti, RJ, Brazil. Its construction began in 1875, with the support of Princess Elizabeth. With the arrival of the Franciscans in this region in l932, it became the parish church, and its construction was reformulated and expanded, giving it features of parish Church. The church was inaugurated on June 24, 1938. In the 1950s and 1960s the church was expanded and the clock tower was build, defacing the original form of the church which lost all colonial architectural lines.
Imagem do Google Earth
Imagem do Google Earth
Igreja vista desde o leste, década de 1930, antes da reforma da torre. Observa-se a
 parede direita e a torre. Vê-se também um coreto na praça em frente à igreja
Igreja vista desde o sudeste, antes da reforma da torre, 1933. Observa-se a parede
 anterior e a direita e a torre com sinos. Vê-se também um coreto na praça em
 frente à igreja
Igreja vista desde o Morro do Carrapato a nordeste, 1938, antes da reforma
da torre. Observa-se a parede direita e a torre.
Igreja vista desde o sul, antes da reforma da torre, 1958. Observa-se a parede
 anterior e a torre com sinos. Não se vê mais o coreto na praça em frente à igreja
Igreja vista desde o sul, antes da reforma da torre, data ignorada,
 mas entre 1938 e 1960. Observa-se a parede anterior e a torre com
 sinos. Não se vê mais o coreto na praça em frente à igreja
Igreja vista desde o sudoeste,após a reforma da torre, 1960. Observa-se a parede
 anterior e a esquerda e a torre com os relógios.
Frente (foto do autor)
Frente (foto do autor)
Frente (foto do autor)
Frente (foto do autor)

Frente (foto do autor)
Frente (foto do autor)
Frente (foto do autor)

Parede esquerda (foto do autor)
Parede esquerda (foto do autor)
Parede esquerda (foto do autor)
Parede esquerda (foto do autor)
Parede esquerda (foto do autor)
Parede esquerda, detalhe da porta posterior
 (foto do autor)
Parede direita e pátio atrás da secretaria, áreas não visíveis do exterior
(foto do autor)
Nave e capela maior. Observe os oratórios em ambos os lados do arco cruzeiro
 (foto do autor)
Nave e capela-mor (foto do autor)
Nave e capela maior. Observe os oratórios em ambos os lados do arco cruzeiro
(foto do autor)

Arco Cruzeiro direito. Nossa Senhora da
Conceição (foto do autor)
Arco Cruzeiro esquerdo. Sagrado Coração
 de Jesus (foto do autor)
Nave vista da capela-mor (foto do autor)
Nave olhando para a entrada e coro. (foto do autor)

Nave, porta de entrada e parede anterior. Observe os altares de cada lado da
 porta de entrada  (foto do autor)

Altar ao lado da entrada. Lado direito: São
 Cristóvão (foto do autor)
Altar ao lado da entrada. Lado esquerdo:
São José (foto do autor)

Nave, parede direita, olhando em direção à porta de entrada (foto do autor)
Nave, parede esquerda olhando para a capela-mor. A porta à direita da foto
 conduz à capela batismal 
(foto do autor)
Pia batismal (foto do autor)
Nave, parede esquerda olhando para a porta (foto do autor)
Nave, parede direita (foto do autor)
Nave, parede direita (foto do autor)

Nave, parede direita olhando para o arco cruzeiro (foto do autor)
Nave, parede direita, altar de Santa Clara
 (foto do autor)
Nave, parede direita, altar de Santa Clara
 (foto do autor)
Nave, parede direita, altar de Santa Tereza
 (foto do autor)
Nave, parede direita, altar de Santa Tereza
 (foto do autor)
Nave, parede esquerda olhando para a capela-mor (foto do autor)
Nave, parede esquerda olhando para a capela-mor (foto do autor)

Nave, parede esquerda olhando para a capela-mor (foto do autor)
Nave, parede esquerda (foto do autor)
Nave, parede esquerda, altar de São Sebastião
 (foto do autor)
Nave, parede esquerda, altar de Santo Antônio
 (foto do autor)
Nave, parede esquerda, altar de Santo
Antônio (foto do autor)
Interior. Arco cruzeiro e capela maior. Observe os oratórios em ambos os lados do
 arco cruzeiro (foto do autor)
Interior. Capela maior. (foto do autor)
Capela à direita da nave (foto do autor)
Capela à esquerda da nave (foto do autor)
Vestíbulo de entrada, olhando para a capela da esquerda (foto do autor)

Capela da esquerda: São Jorge, Nossa Senhora e Santo Antônio (foto do autor)
 Capela da esquerda: São Jorge, Nossa Senhora e Santo Antônio (foto do autor)
Capela da direita: Cristo morto, Nossa Senhora das Dores e Cristo levando
 a Cruz (foto do autor)
Capela da direita: Cristo morto (foto do autor)
Capela da direita: Cristo levando a Cruz
(foto do autor)
Capela da direita: Nossa Senhora das Dores
(foto do autor)
Imagem de São Miguel Arcanjo do
século XVII (desaparecida)
Imagem de São Miguel Arcanjo do
 século XVII (desaparecida)