terça-feira, 25 de março de 2014

BRASIL: RJ: ITABORAÍ: 
Câmara Municipal de Itaboraí 
(Antiga Casa de Câmara e Cadeia) - 
House of the City Council and Jail

1 – Localização: 
        Município de Itaboraí, 1º.Distrito, Centro. Praça Marechal Floriano Peixoto, 221 (-22°44'44.87", -42°51'33.69")
2 – Histórico:
            A freguesia de São João Batista foi desmembrada da vila de Santo Antônio de Sá e elevada à categoria de Vila de São João de Itaboraí em 1833, sendo a primeira Câmara de Vereadores instalada oficialmente em 22 de maio de 1833, mas não se sabe em qual local, havendo três possibilidades: o Teatro; a Igreja Matriz de São João Batista; ou uma casa alugada. No período colonial uma mesma edificação costumava a albergar a Câmara Municipal (sede do legislativo, em geral no segundo andar) e a Cadeia Pública (em geral no primeiro andar). Em 1835, com o objetivo de abrigar a Casa de Câmara e Cadeia Pública, a Câmara Municipal de Itaboraí solicitou ao Presidente da Província do Rio de Janeiro, Joaquim Rodrigues Torres, futuro Visconde de Itaboraí, meios para a construção da Casa de Câmara e Cadeia. Em 1836 foram iniciadas as obras com projeto do famoso engenheiro militar alemão, Major Júlio Frederico Koeller, diretor geral de obras da Província o Rio de Janeiro. O prédio da Câmara e Cadeia foi concluído em 1840, passando a abrigar no pavimento térreo a cadeia pública e no pavimento superior a Câmara Municipal. Com a elevação da Vila de São João de Itaboraí à categoria de cidade, em 1890, o Presidente da Câmara Municipal passou a exercer as funções de chefe do Executivo; o primeiro prefeito foi nomeado apenas em 1922, passando a Casa de Câmara e Cadeia também a albergar a Prefeitura Municipal.
            Em 1952, o telhado original foi substituído por outro de telhas francesas e foi construído um banheiro no segundo andar. Em 1962, a cadeia foi transferida para outro imóvel e a Prefeitura passou a ocupar o primeiro andar, o que motivou a realização de reformas de adaptação para a nova função, com alterações de disposição interna original das antigas celas da cadeia pública. Em 1969 os forros originais foram substituídos por novos em friso de madeira. Foi construído, também, um anexo com banheiros. O prédio foi restaurado e tombado pelo Inepac em 1979. Em 1994, com a inauguração do Centro Administrativo, a Prefeitura desocupou o imóvel e, desde 1999, o edifício é utilizado unicamente pela Câmara Municipal. Trata-se de um dos raros exemplares de Casa da Câmara e Cadeia ainda existente no Brasil. Parece que o mobiliário do plenário é originário do antigo prédio da Câmara de Niterói, de 1913.
3 – Descrição: 
            Apresenta orientação geral quase norte-sul, com frente virada para o norte, em direção à praça Marechal Floriano, com maior eixo no sentido ântero-posterior. O telhamento é em telhas em duas águas. Sua arquitetura é compacta e apresenta influências neoclássicas em sua arquitetura, tais como o grande frontão triangular. Na sua fachada anterior (norte) há dois andares encimados pelo frontão triangular. No primeiro andar há uma porta central circundada por duas janelas de cada lado; no segundo andar há cinco portas que dão para uma sacada com grades metálicas contínua e de pouca profundidade, que se estende por quase toda a fachada anterior; encima da 1ª, 3ª e 5ª porta há uma luminária. Há um cunhal pintado de branco em cada canto da fachada anterior. No alto desta fachada há uma cornija e um frontão triangular, tendo no centro do tímpano um disco oval com a data de 1840 inscrita no seu interior. Todas as janelas e portas da fachada anterior possuem verga em arco abatido de cantaria, com sobreverga discreta. Os lados direito e esquerdos apresentam o pavimento em franco declive, sendo mais altos nas suas partes posteriores do que nas anteriores. Também possuem dois andares, possuindo quatro janelas no primeiro andar e cinco no segundo (a janela central do segundo andar não tem contrapartida no primeiro andar); a terceira janela do primeiro andar do lado esquerdo encontra-se descaracterizada. Há, também, um cunhal pintado de branco em cada canto das fachadas laterais; no alto também há uma cornija branca. A fachada posterior está colada em outras edificações e está bem alterada, mas podem se ver janelas que seguem os mesmos padrões das janelas laterais do primeiro e segundo andar. Observe que nas fachadas laterais e posterior, as janelas do primeiro andar são menores, retangulares, de verga reta e sem sobreverga e possuem grossas grades, pois correspondiam às celas dos presos, já as do segundo andar eram maiores, arco abatido, com sobreverga discreta e sem grade, correspondendo à Câmara Municipal. A escada interna disposta no eixo da composição proporciona uma circulação central nos dois pavimentos.
4 – Visitação:
            De segunda à sexta, de 09:00hs às 17:00hs. Tel: 2639-2001 / 2635-2618 / 2635-2326. Visitas guiadas devem ser agendadas.
5 – Bibliografia:

            House of the City Council and Jail: Brazil, State of Rio de Janeiro, City of Itaboraí
The House of the City Council and Jail of Itaboraí is built in neo-classical style from 1836 to 1840 with Major Frederick Julius Koeller project. In 1922, the House of the City Council and Jail also happened to house the City Hall. In 1962, the jail was moved to another building and City Hall moved to the first floor, which led to reforms to adapt to the new role. The building was restored in 1979. In 1994 the City Hall leaved the building and, since 1999, it is used solely by the City Council. This is one of the rare examples of House of City Council and Jail still existing in Brazil.
Imagem Google Earth
Imagem Google Earth. Centro Histórico
Imagem Google Earth. Centro Histórico. Detalhe

Vista do satélite google

Vila de Itaboraí, 1843. Em primeiro plano a Praça Marechal Floriano. À direita a Igreja Matriz de São João de Itaboraí.
 À esquerda a Casa de Câmara e Cadeia. Um pouco à direita da mesma, a construção de 2 andares deve ser o Teatro João
 Caetano. Vista desde um lugar próximo à Prefeitura Municipal (Sul)


Praça Marechal Floriano. Nos fundos a frente da Igreja Matriz de São João Batista de Itaboraí. À direita, o lado 
direito da Casa de Câmara e Cadeia e um pouco depois a Prefeitura Municipal. Em baixo, a Igreja de Nosso Senhor
do Bonfim.
Praça Marechal Floriano. À esquerda a lateral esquerda da Igreja Matriz de São João Batista de Itaboraí. No centro
 a praça e a frente da Casa de Câmara e Cadeia.
Praça Marechal Floriano. À sudeste, parte da fachada direita da Igreja Matriz de São João Batista de Itaboraí. À esquerda da Igreja, na base da foto parte da Prefeitura Municipal. A noroeste vê-se a Casa de Câmara e Cadeia.
Praça Marechal Floriano, 1970. Em primeiro plano os fundos da Igreja Matriz de São João Batista de Itaboraí. Um
pouco a noroeste da igreja vê-se a Casa de Câmara e Cadeia
Praça Marechal Floriano. Em primeiro plano os fundos da Igreja Matriz de São João de Itaboraí. À esquerda a Casa de
Câmara e Cadeia. Um pouco à  direita da mesma, a construção de 2 andares deve ser o Teatro João Caetano
Frente em foto antiga
Casa de Câmara e Cadeia. Frente, Augusto Malta, 1920
Casa de Câmara e Cadeia, Frente e lado esquerdo, 1922
Frente em 1958
Frente (foto do autor)
Frente (foto do autor)
Frente . Detalhe do segundo andar e do frontão (foto do autor)
Frente e lado esquerdo (foto do autor)
Lado esquerdo (foto do autor)

Lado direito (foto do autor)
Lado direito (foto do autor)
Lado direito (foto do autor)
Fundos (foto do autor)