segunda-feira, 4 de maio de 2015

BRASIL: RJ: RIO DE JANEIRO: 
Antigo Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas - 
Ancient Ministry of Industry, Roads and public Works

1 – Localização:
            Município do Rio de Janeiro. Ap 1.0. Centro. Praça XV. Largo do Paço nº1-3 (-22.903588, -43.173360).
2 – Histórico:
         É obra do engenheiro Pereira Passos, sob desenho de Ballarini e Bosisio. O prédio foi construído entre 1871 e 1874 e foi inaugurado em 20 de janeiro de 1875. Era destinado inicialmente aos Correios, mas até 1891 serviu à Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas. Proclamada a República em 1889, foi reestruturada a administração do País, sendo criado em outubro de 1891, o Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas, para o qual passaram as atribuições da Secretaria da Agricultura, extinta em novembro de 1892. Em dezembro de 1906 o Ministério recebeu novas atribuições e a denominação de Ministério da Viação e Obras Públicas. Na década de 1930 o prédio foi demolido.
3 – Descrição:
O edifício tinha uma orientação geral nordeste-sudoeste e possuía a forma de um H, com as grandes alas paralelas em sentido nordeste-sudeste e a pequena ala transversal em sentido noroeste’-sudeste. Ele media 20,5m de altura em um quadrado de 38m de lado. Entre as pernas paralelas do H havia um jardim fechado por um gradeado que unia as pontas do H nos dois lados do mesmo. O edifício tinha 3 andares, tendo a fachada externa de suas alas maiores dividida em 3 seções por 4 cunhais em forma de pilastra com capitel corintiforme; a seção central é um pouco reentrante em relação ao resto da fachada, havendo uma pequena escadaria de cerca de 6 degraus que dá entrada a uma porta neste setor. Ele tem, nas faces externas, 3 janelas nas seções mais laterais e 5 janelas (no 1º andar são 4 janelas e 1 porta) na seção central. No 1º andar as janelas/porta são em arco, no 2º andar são retangulares com sobreverga triangular e no 3º andar são retangulares com sobreverga plana. Estas mesmas alas possuem 4 janelas em cada andar na sua face interna, de cada lado da ala transversa. A ala transversa tem 5 janelas de cada lado, sendo que no primeiro andar a janela do meio é substituída por uma porta. A parte superior é circundada por uma platibanda, encobrindo o telhado baixo em 4 águas. Durante um certo período havia 16 estátuas no topo, sobre suportes nos cantos da fachada, em função de pináculos, mas estas foram retiradas posteriormente
4 – Visitação:
            Impossível, o edifício foi demolido na década de 1930 e no local se construiu o anexo da Assembléia Legislativa do Estado do rio de Janeiro.
5 – Bibliografia:
CRULS, Gastão. Aparência do Rio de Janeiro. 3ª ed. Rio de Janeiro: José Olympio Editora, 1965.
GERSON, Brasil. História das Ruas do Rio, Rio de Janeiro: Editora Lacerda, 5ª. ed., 2000.

Ancient Ministry of Industry, Roads and public Works: Brazil, State of Rio de Janeiro, Municipality of Rio de Janeiro
              The building was erected in 1871-1874 and started its use in 1875 as Secretary of Agriculture, Comerce and Public Works. In the years 1930-1940 it was demolished.

Vista de satélite, antes da demolição do Viaduto da Perimetral. 1. Palácio da Justiça; 2. EMERJ 3. Museu Naval; 4. Igreja de São José; 5. Palácio Tiradentes (Local da antiga Casa de Câmara e Cadeia); 6. Paço Imperial; 7. Convento do Carmo; 8. Antiga Catedral Imperial; 9. Arco dos Teles; 10. Local da antiga Secretaria do Ministério da Viação e Obras; 11. Local do antigo Hotel Pharoux; 12. Estação das barcas;13. Local do antigo Mercado Municipal
Parte do mapa do centro do rio, João Rocha Fragoso, 1874 (mesma numeração do primeiro mapa): 2 e 3. Lugar dos futuros Museu Naval e EMERJ; 4. Igreja de São José; 5. Casa de Câmara e Cadeia (local do futuro Palácio Tiradentes); 6. Paço Imperial; 7. Convento do Carmo; 8. Antiga Catedral Imperial (ao norte a igreja da Ordem terceira); 9. Arco dos Teles; 10. Secretaria do Ministério da Viação e Obras; 11. Hotel Pharoux; 12. Local da futura Estação das barcas; Local do antigo Mercado Municipal
Parte do mapa do Centro do Rio, 1848-1906. Vê-se no centro o Morro do Castelo, e na direita a Ponta do Calabouço com o Arsenal de Guerra e o Forte São Thiago. Delá saía em diagonal a extinta Rua da Misericórdia, indo até a Praça XV. Formando o lado sudeste da praça, vê-se o Hotel Pharoux. Vê-se no canto
sudeste da praça o formato em H do ministério.
Parte do mapa do Centro do Rio, 1906. Vê-se no centro o Morro de Santo Antônio, à direita o Morro do Castelo, e na extrema direita a Ponta do Calabouço com o Arsenal de Guerra e o Forte São Thiago. Delá saía em diagonal a extinta Rua da Misericórdia, indo até a Praça XV (Largo do Paço). no litoral na parte sul há uma área quadrada escura, o Mercado Municipal e logo ao norte o Hotel Pharoux. Vê-se no canto sudeste da praça o formato em H do ministério.
Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas, 1890. Observe as estátuas
 como pináculos no topo
Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas, observe as estátuas.
Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas. observe que aqui não há mais
as estátuas no teto
Lado sul da Praça XV, 1890, à esquerda a Estação das Barcas; no
centro o 
Hotel Pharoux (lado NW) e à direita, a antiga Secretaria do
Ministério da Indústria
; à sua frente o coreto.
Lado sul da Praça XV, 1900, à esquerda o Hotel Pharoux (lado NW) e
à direita, 
a antiga Secretaria do Ministério da Indústria; à sua frente o coreto.
Lado norte da Praça XV, 1900, à direita,a antiga Secretaria do
Ministério da Indústria; no centro o Paço imperial
. À direita a Igreja
do Carmo e a igreja da ordem terceira. Na extrema direita o Chafariz
de Mestre Valentim

Região da Misericórdia, 1900. À sudoeste uma das torres e parte do Mercado 
Municipal. No centro, no mesmo alinhamento, vários edifícios, sendo o mais
esquerdo o Hotel Pharoux. Atrás há a EMERJ, o Museu Naval e o Ministério 
da Viação (em forma de H). Atrás dele a Casa de Câmara e Cadeia e a sua
direita parte do Paço Imperial.
Praça XV, 1909. No centro o Monumento a Osório. depois, o Paço Imperial e,
atrás dele a antiga Secretaria do Ministério da Indústria. Ao fundo, a Estação
das Barcas
Vista, 1910. No centro a Igreja de São José. À sua esquerda a Casa de Câmara
e Cadeia e o Paço Imperial e atrás o Ministério da Indústria. Na extrema esquerda,
o Chafariz de Mestre Valentim. No canto noroeste, a Ilha das Cobras.
No centro a Igreja de São José. À sua esquerda Casa de Câmara e Cadeia
o Paço Imperial e atrás o Ministério da Indústria. No canto noroeste, a
 Ilha das Cobras.
Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas, 1914
Praça XV, 1909. Paço Imperial, depois Casa de Câmara e Cadeia e atrás dela,
a antiga Secretaria do Ministério da Indústria. Ao fundo, à esquerda, a Estação das

Barcas. À direita, a Igreja de São José e mais no fundo o Morro do Castelo com a
Igreja de Santo Inácio

Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas. Atrás a Casa de Câmara
 e Cadeia
Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas, 1914
Região da Misericórdia, 1922. Em primeiro plano o Paço Imperial e depois a
Casa de Câmara e Cadeia e a sua esquerda o Ministério da Viação em forma
de H e depois a Estação das Barcas. Na próxima fileira a Igreja de São José

e depois o Museu Naval e a  a EMERJ. Ao fundo o Mercado Municipal. Mais
ao fundo a torre do Pavilhão de Festas. À nordeste o Morro do Castelo com a
Igreja dos Jesuitas
Vista aérea da Região da Misericórdia, anos 1930. Pavilhão  de Caça e Pesca e depois o Pavilhão da Estatística (Saúde
dos Portos) e atrás o Pavilhão dos Estados. Depois
 o Mercado Municipal. Atrás dele o Palácio da Justiça, EMERJ e Museu
 Naval. Depois o Ministério da Viação e atrás o Palácio Tiradentes