sábado, 22 de fevereiro de 2014

BRASIL: RJ: NITERÓI: 
Igreja de Nossa Senhora do Bonsucesso - 
 Church of Our Lady of Bonsucesso (Goodsuccess)

1 – Localização:
Niterói. Região Oceânica. Piratininga, Rua José Eugênio, s/n (antiga Rua 37) (22°56'23.83"S, 43° 3'41.92"O)
2 – Histórico:
É a quinta mais antiga igreja da cidade. Alguns historiadores datam a construção aproximadamente em 1600; outros, afirmam que a construção teria sido edificada em 1668 pelo capitão Luiz Alberto Gago de Câmara, em terras de sua propriedade, na antiga Fazenda de Piratininga e concluída em 1717. Era subordinada à freguesia de São Sebastião de Itáypúg (Itaipú).
“E quem por esta costa vay para a Capitanîa do Espirito Santo, que fica ao Norte, entaõ encontra com varias Casas, & Santuarios da Mãy de Deos, das quaes he a primeyra a de nossa Senhora do Bom Sucesso. Em distancia de pouco mais de hua legoa [6,5km] da referida barra se encontra com a fazenda dos Gagos na fazenda de Piratininga, & nas beyras, & prayas desta lagoa, para a parte do Certaõ está o Engenho dos mesmos Cavalleyros Gagos , que possue hoje Luis Gago da Camera moço fidalgo da casa de S. Magestade, & nas referidas ribeyras, ou prayas da Lagoa, aonde fica o Engenho , sè ve o Santuario da milagrosa Imagem de nossa Senhora do Bom Sucesso. Esta Casa da Senhora fundou, & dedicou em louvor da soberana Rainha dos Anjos Alberto Gago, pay de Luis Gago, o qual pela sua grande devoção tinha muyto cuydado daquella Senhora; & do seu culto. Tem capellaõ, a que pagão os mesmos senhores do Engenho, & fazenda, & também os lavradores, que concorrem a ir ouvir Missa, àquelle mesmo Santuario. E eles todos fazem a festa á Senhora com muyta perfeyçaõ, & grandeza; & neste dia concorrem todos os circumvizinhos a visitar a sua Casa. Naõ tem ermitaõ particular ; porque os senhores de Engenho tem cuydado mandar compor o Altar, & prover de tudo o que he necessário, & tudo o que toca ao culto, & ao aceio da Casa da Senhora. He esta Imagem da Senhora do Bom Sucesso muyto devota , & todos aquelles moradores circumvizinhos tem muyta devoção com ella [...] Da Senhora do Bom Sucesso faz menção o Padre Frey Miguel de S. Francisco na sua relação.” (Santa Maria, 512-513)
[...] [capela] da Senhora do Bomsuccesso , fundada em Piratininga por Alberto Gago da Camara , que em outro tempo foi Curada.” (Araújo, 1820, vol. 4, pg. 96)
Em 1726, o Padre Francisco Lopes Xavier assim a descreveu:
"Uma capela de taipa de pilão, com seu altar, sacristia, púlpito e pia batismal; com tubo dos santos óleos seguro e fechado; uma imagem de Nossa Senhora do Bonsucesso de gesso, de quatro palmos (ca. 90cm) de altura, bem estucada, com o menino Jesus nos braços com sua coroa e resplendor, do menino de prata; tem uma imagem de São Bento, pequena, de marfim com resplendor de prata: uma imagem de São Francisco Xavier, de Santo Antônio e outra de São Francisco".
Sua construção foi feita em sucessivos períodos, contendo, hoje, técnicas mistas de construção - taipa de pilão (outrora mencionada pelo Padre Xavier) e alvenaria de pedra e cal - apresentando, ainda, cercaduras de granito e telhas capa-e-canal. A linha arquitetônica atual de igreja é posterior à época citada. Até 1855, o templo possuiu um cemitério em anexo onde foram sepultados vários proprietários das redondezas de Piratininga. Em 1891 a capela foi transferida pelo governo do Estado à Cúria Diocesana do Rio de Janeiro, passando a pertencer ao Bispado de Niterói a partir de sua criação, dois anos depois.
3 - Descrição
A igreja tem uma orientação geral noroeste-sudeste e frente virada para noroeste, com maior comprimento no sentido ântero-posterior. Situa-se no alto de uma colina arborizada, outrora às margens da Lagoa de Piratininga. Trata-se de um exemplar da arquitetura religiosa rural da segunda metade do século XVII, com características das igrejas conventuais contemporâneas, numa mistura de arcaísmos maneiristas e prenúncios da barroquização. Possui arquitetura sóbria com paredes de cerca de 90cm de espessura. Uma escada de pedra com balaustradas dá para o pátio em frente à igreja. O telhado é de telha em duas águas em várias partes de alturas diferentes. A fachada principal é de composição pesada, com uma proporção de cheios maior que os vazios, tão característica da arquitetura seiscentista. Na parede anterior observam-se três arcos encimados por duas pequenas janelas de verga curva do coro. No alto da fachada anterior há um frontão que apresenta características do início do Barroco, com detalhes em volutas e contra-volutas de aparência sóbria e contida; na extremidade esquerda há um pináculo. Em cima do frontão há uma cruz. Na parte direita da fachada anterior há a delgada torre sineira com um sino, coroada por três pesados pináculos, sendo que o mais à esquerda dos três está quebrado e faltando um pedaço. Não há sino na torre sineira. A torre sineira, a cruz e os ornamentos de estuque, além de outros pormenores, são características flagrantes da arquitetura usada habitualmente pelos jesuítas em suas construções. A parede direita apresenta duas portas e algumas janelas, sendo que na parte posterior ela tem um segundo andar com uma janela; observa-se neste segundo andar uma balaustrada embutida na parede, provavelmente parte de uma antiga varanda posteriormente fechada. A parede esquerda apresenta um arco lateral que dá para o vestíbulo, duas portas no primeiro andar, duas janelas no segundo andar e uma no segundo andar; a parte posterior também tem um segundo andar com uma janela. No canto direito do vestíbulo fica a capela batismal com uma bela pia batismal. Os fundos têm duas janelas e uma porta no primeiro andar e uma escada de alvenaria que leva até uma porta no segundo andar.
A Igreja possui nave única despojada, com um coro sobre os arcos da galilé, com as janelas para a fachada anterior e portas em ambos os lados. No interior, pode-se observar do lado direito um púlpito, com acesso pelo lado externo da nave, solução típica das capelas do entorno da Baía de Guanabara. No lado esquerdo da nave há uma porta que dá para o exterior e um nicho com um anjo. Sua capela-mor, pouco profunda, liga-se lateralmente à sacristia. Nela há um grande crucifixo central e à direita uma imagem de Nossa Senhora com o menino Jesus na mão esquerda. À direita da nave há dois cômodos no primeiro andar, sendo que o posterior tem algumas imagens e o anterior tem uma escada para o púlpito e um oratório com a imagem de Nossa Senhora do Bonsucesso com o menino Jesus nos braços. Há outros cômodos de serviço mais anteriores.
4 – Visitação:
Segunda à Sexta-feira (exceto Terças-feiras) de 08 às 12 h., de 14 às 18 h. Tel.: 2609-9687.
5 – Bibliografia:
- SANTA MARIA, Agostinho de. Santuário Mariano. Tomo X, Lisboa: Oficina de Antonio Pedrozo Galram, 1722.
- ARAÚJO, José de Souza Azevedo Pizarro e. Memórias Históricas do Rio de Janeiro e das Províncias anexas à Jurisdição do Vice-Rei do Estado do Brasil, vol. 2. Rio de Janeiro: Impressão Régia, 1820.
- PALMIER, Luiz. São Gonçalo Cinquentenário. São Gonçalo, 1940.


Church of Our Lady of Bonsucesso (Goodsuccess): Brazil, State of Rio de Janeiro, City of Niteroi
          It is the fifth oldest church in the city. It was built in 1600 or 1668 by Captain Luiz Alberto Gago de Câmara, on his lands, in the old farm Piratininga and was completed in 1717. Its construction was made in successive periods containing composite construction techniques. Until 1855, the temple owned a cemetery attached, where several landowners in Piratininga were buried. In 1891 the chapel was transferred by the state government to the Diocesan Curia of Rio de Janeiro, now belonging to the Bishopric of Niteroi. It has a beautiful image of Our Lady of Bonsucesso with the infant Jesus in her arms.

Vista do satélite google. Aquela linha cinza saindo da entrada da igreja é a escadaria de pedra
Frente, anos 1940
Frente (foto do autor)
Frente, com a escadaria em primeiro plano
 (foto do autor)
Frente (foto do autor)
Frente (foto do autor)
Frente. Detalhe dos arcos (foto do autor)
Frente (foto do autor)
Porta principal da nave, dentro do vestíbulo
 (foto do autor)
Frente, detalhe das janelas do coro e torre sineira (foto do autor)
Frente (foto do autor)
Parede direita (foto do autor)
Parede direita (foto do autor)
Parede direita (foto do autor)
Parede direita (foto do autor)
Parede direita (foto do autor)
Parede direita. Observe a balaustrada embutida na parede do segundo andar
 (foto do autor)
Parede direita e fundos. Observe de novo a balaustrada (foto do autor)
Parede esquerda, vista desde a parte posterior (foto do autor)
Parede esquerda, parte mais anterior. Observe a porta que dá para a nave e
 mais a frente um arco do vestíbulo de entrada (foto do autor)
Parede esquerda. a porta da foto anterior
(foto do autor)
Vestíbulo visto do lado esquerdo. Observe
 a pia batismal ao fundo (foto do autor)
Pia batismal no fundo do vestíbulo (foto do autor)
Fundos (foto do autor)
Fundos visto do alto (foto do autor)
Nave, parede anterior e coro (foto do autor)
Nave, parede lateral direita com púlpito e parede posterior com púlpito
 (foto do autor)
Nave, parede direita com púlpito (foto do autor)
Nave, parede esquerda (foto do autor)
Capela-mor com altar-mor ao fundo e Imagem
de Nossa Senhora à direita (foto do autor)
Altar-mor (foto do autor)
Capela-mor, imagem de Nossa Senhora
(foto do autor)
Cômodo à direita da nave. Observe o oratório com a imagem de Nossa
 Senhora e escada para o púlpito (foto do autor)
Cômodo à direita da nave. Observe o oratório
 com a imagem de Nossa Senhora e escada para
 o púlpito (foto do autor)
Imagem de Nossa Senhora, vide foto anterior
 (foto do autor)
Cômodo à direita, imagem (foto do autor)
Cômodo à direita, imagem (foto do autor)
Cômodo à direita, imagem (foto do autor)