segunda-feira, 10 de novembro de 2014

BRASIL: RJ: RIO DE JANEIRO:  
Museu da Imagem e do Som (Pavilhão da Administração e  Distrito Federal, Exposição Internacional de 1922) -
 Museum of the Image and Sound (Pavilion of Administration and Federal District, International Exposition of 1922)


1 – Localização:
           Município do Rio de Janeiro. Ap 1.0. Centro. Praça Luiz Souza Dantas (-22.905638, -43.171146)
2 – Histórico:
O edifício foi um dos pavilhões construídos para abrigar a Exposição do Centenário da Independência do Brasil, realizada em 1922 para comemorar a independência do Brasil. Na exposição ele abrigou o Pavilhão da Administração e Distrito Federal (o Município do Rio de Janeiro era o então Distrito Federal), com projeto de Silvio e Raphael Rabecchi em estilo Luís XVI, com dois pavimentos e uma área aproveitável de 642 m². Através dos anos, porém, foi despojado de parte significativa de seus ornatos. Concebido como construção temporária tem sistema construtivo bastante incomum, com paredes em estrutura de madeira e fechamentos em argamassa aplicada sobre tela deployée. Abrigou a administração do Instituto Médico Legal e do Serviço de Registro dos Estrangeiros. O MIS / Museu da Imagem e do Som foi inaugurado em 3 de setembro de 1965, como parte das comemorações do IV Centenário da cidade do Rio de Janeiro. O o prédio tombado em 1989. Em 1990, o prédio passou por uma grande restauração que lhe devolveu o fausto do estilo eclético original, desfigurado pelas intervenções que ao longo dos anos modificaram sua fachada.
O MIS lançou um gênero pioneiro de museu audiovisual, que seria seguido em outras capitais e cidades brasileiras. Além de ter se qualificado como centro de documentação de música e imagem, foi também um centro cultural de vanguarda nas décadas de 60 e 70 do século XX, lugar de encontros e de lançamento de ideias e novos comportamentos. O acervo do MIS/ Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro é constituído de 30 coleções que reúnem, até o momento, 304.845 documentos, nos mais variados suportes. São 93 mil fotografias, incluindo 1700 negativos em vidro e 26 mil estereoscópicas, de grande valor histórico, algumas raras; uma discoteca de quase 60 mil discos entre, LPs, compactos e 78 RPM, das diversas coleções, incluindo cerca de 18 mil discos da Rádio Nacional, reunindo músicas, novelas e scripts de programas que marcaram época. A maioria das coleções chegou ao MIS por meio de doação, e algumas foram adquiridas no momento de sua fundação. No momento, está sendo implantada uma nova Política de Acervos no museu.
3 – Descrição:
            O edifício tinha uma orientação geral nordeste-sudoeste, com maior eixo transverso e frente para nordeste. Tem a forma geral de um retângulo, com um trapézio colocado nos fundos. A fachada anterior é formada de uma parte central e uma parte lateral igual de cada lado. As seções laterais da fachada anterior tem uma porta de verga reta no meio da fachada e cunhais nas duas extremidades; acima há uma cimalha que a separa do segundo andar. Neste segundo andar há 3 janelas de verga reta e acima outra cimalha, sobre a qual há uma platibanda, tendo um pináculo em cada canto externo; acima fica o telhado inclinado. A parte central, mais alta no todo, possui uma grande escadaria que se ascende por ambos os lados e termina na entrada, na altura do 2º andar. A entrada possui duas colunas joniformas que terminam em uma arquitrave, sobre a qual há um grande vão com janela de vidro, em forma de arco; acima do arco há um painel com a inscrição “Museu da Imagem e do Som”. No alto, há uma cimalha, na altura do topo do telhado das seções laterais, e acima desta, outra platibanda, com pináculos nas duas pontas. O lado direito apresenta duas seções separadas por cunhais. No primeiro andar há uma porta de verga reta na primeira seção e acima uma cimalha na extensão de toda a fachada. No segundo andar há 5 janelas de verga reta na primeira seção e 3 janelas de verga reta na segunda seção; as janelas são separadas por pilares planos imitando colunas jônicas. No alto corre a cimalha e a platibanda. O lado esquerdo apresenta uma seção com cunhais nas bordas. No primeiro andar há 4 janelas de verga reta e acima uma cimalha na extensão de toda a fachada. No segundo andar há 5 janelas de verga reta; as janelas são separadas por pilares planos imitando colunas jônicas. No alto corre a cimalha e a platibanda. Nos fundos há 2 seções: a 1ª seção tem 3 janelas de verga reta no 1º andar e 5 janelas de verga reta no 2º andar e se projeta a parte traseira do corpo e da seção esquerda; a 2ª seção tem 3 janelas de verga reta no 1º andar e 3 janelas de verga reta no 2º andar, correspondendo  à parte direita do edifício; no alto há a platibanda. No interior, logo após a entrada há uma sala com teto em arco decorado com pintura.
4 – Visitação:
Tel 2332-9067. Horário de Funcionamento: Seg à sex, das 10h às 17h. Há visita monitorada e apoio à pesquisa a partir de agendamento.
5 – Bibliografia:

Ver Postagem neste blog: Exposição Internacional de 1922 (Rio de Janeiro)

Museum of Image and Sound (Pavilion of Administration and Federal District - International Exposition of 1922): Brazil, State of Rio de Janeiro, City of Rio de Janeiro, Downtown
           It was constructed in 1922 to house the Pavilion of Administration and Federal District in the International Exposition of 1922 in Rio de Janeiro (commemoration of the 100th year of Brasilian Independence). In 1965 it was transformed in Museum of the Image and Sound

Vista do satélite google
Exposição Internacional de 1922. Pavilhão da Administração e Distrito
 Federal, frente e lado direito, Augusto Malta, 1922. Parece que aqui ainda está
terminando a construção
Exposição Internacional de 1922, Augusto Malta. Pavilhão da Administração
e Distrito Federal, frente e lado esquerdo. 
À direita o Pavilhão da Agricultura
 e Viação.
Exposição Internacional de 1922. Pavilhão da Administração e Distrito
 Federal, frente e lado esquerdo. 
À direita o Pavilhão da Agricultura e Viação.
Exposição Internacional de 1922. Pavilhão da Administração e Distrito
 Federal, frente. 
À direita o Pavilhão da Agricultura e Viação.
Exposição Internacional de 1922. Pavilhão da Administração e Distrito
 Federal, frente. 
À direita o Pavilhão da Agricultura e Viação.
Museu da Imagem e do Somfrente e lado direito. Observe que aqui falta o teto
 abobadado das seções laterais do edifício.
Museu da Imagem e do Somfrente e lado esquerdo (foto do autor)
Museu da Imagem e do Somfrente e lado esquerdo (foto do autor)
Museu da Imagem e do Somfrente e lado esquerdo (foto do autor)
Museu da Imagem e do Somfrente (foto do autor)
Museu da Imagem e do Somfrente (foto do autor)
Museu da Imagem e do Somfrente 
(foto do autor)
Museu da Imagem e do Somlado direito
 (foto do autor)
Museu da Imagem e do Somlado direito
 (foto do autor)
Museu da Imagem e do Somlado direito
 (foto do autor)
Museu da Imagem e do Som, lado esquerdo. Vista desde a Ladeira da
Misercórdia 
(foto do autor)
Museu da Imagem e do Som, lado esquerdo (foto do autor)
Museu da Imagem e do Som, lado esquerdo
(foto do autor)
Museu da Imagem e do Som, lado esquerdo (foto do autor)
Museu da Imagem e do Som, lado esquerdo e fundos (foto do autor)
Museu da Imagem e do Somfundos e lado esquerdo. Observe que a fachada
 dos fundos tem 2 seções, sendo que a que fica atrás do centro e da ala direita

 (esquerda da foto) é mais proeminente que a que fica atrás da outra ala
 (foto do autor)

Museu da Imagem e do Somfundos e lado esquerdo. Observe que a fachada
 dos fundos tem 2 seções, sendo que a que fica atrás do centro e da ala direita

 (esquerda da foto) é mais proeminente que a que fica atrás da outra ala
 (foto do autor)
Museu da Imagem e do Som, fundos (foto do autor)
Museu da Imagem e do Som, fundos (foto do autor)
Museu da Imagem e do Som, interior,visto da
porta de entrada. À frente um grande salão; à
direita a escada de descida para o primeiro
 andar (foto do autor)
Museu da Imagem e do Som, interior, visto
do saguão de entrada. Porta para o grande
 salão (foto do autor)
Museu da Imagem e do Som, interior.
Saguão de entrada. Observe o teto pintado
 (foto do autor)
Museu da Imagem e do Som, interior, Saguão de entrada. Observe o teto pintado (foto do autor)